Com o fim do horário de verão, veja dicas para adaptar o corpo

(0 )
(0)

A partir deste domingo(21), os moradores de Montes Claros e de outras regiões do país comemoram ou lamentam o fim do horário de verão.


Instituída pelo governo como forma de diminuir o consumo de energia elétrica, a medida é antiga, mas foi amparada por lei em 2008.


Desde então, todos os anos a população atingida se vê obrigada a adiantar os relógios em uma hora – na fase inicial – para depois retornar ao horário comum, como ocorreu nesse último domingo.


Quem tem o costume de acordar cedo vai voltar a ver a luz do sol assim que o despertador tocar. Por outro lado, as tardes não serão mais tão longas, dando fim àquela impressão de que você saiu do trabalho e ainda pode aproveitar o dia.


Embora a diferença seja pequena – apenas uma hora –, muitas pessoas sentem os efeitos dessa mudança. Enxaqueca, sonolência e indisposição costumam ser queixas comuns de quem não gosta de alterar o horário biológico.


Segundo os médicos, a adaptação ao novo ritmo costuma levar entre 7 a 14 dias. Até lá, vale seguir algumas recomendações simples, mas que podem fazer diferença na saúde e no humor do cidadão de Montes Claros.


Confira algumas dicas:


- Se possível, durma com as janelas abertas. Assim, será possível acordar com a claridade, sincronizando os relógios físico e biológico;


- Evite tomar bebidas estimulantes antes de dormir, como café, refrigerantes e alguns tipos de chá que possuem cafeína na composição. Faça o possível para dormir bem;


- Aposte numa dieta equilibrada e saudável. À noite, não coma muito e nem vá para a cama com o estômago vazio. Garanta a energia que seu organismo precisa para funcionar bem;


- Com o fim do dia, interrompa certas atividades que exijam concentração ou muito esforço físico. Prefira atividades mais tranquilas, como meditação, ioga, massagens ou técnicas de respiração;


- Tente encarar essa mudança da forma mais positiva possível. Estresse, reclamações e mau humor só tendem a piorar a situação.


Por fim, uma boa notícia, ou melhor, uma curiosidade, publicada no New England Journal of Medicine: um estudo mostrou que nos três primeiros dias após o início do horário de verão, a ocorrência de ataques cardíacos pode aumentar em até 3%. Por outro lado, com o fim do horário de verão, os pesquisadores perceberam que ocorre o inverso – ou seja, há uma diminuição no número de casos.


Mesmo assim, vale cuidar sempre da saúde e do sono. 

Montes Claros

  • Lançamento: 2016-02-20 16:10:12
  • Visto: 465

Comentar

Desculpe, nenhum resultado encontrado.