Nova novela das 23h resgata a história de Minas Gerais

Estreia hoje, às 23h, na Rede Globo, a novela “Liberdade, Liberdade”, que se passa na antiga província de Minas Gerais, entre os anos de 1789 a 1808, quando o Brasil ainda era dominado pela Coroa Portuguesa.  


A personagem central dessa história é Joaquina, a filha de Tiradentes - um dos líderes da Inconfidência Mineira.


Embora a novela apresente a moça como uma jovem revolucionária, tudo não passa de ficção, já que existem poucos registros sobre a vida dela.


O historiador e biógrafo de Tiradentes, Márcio Jardim, conta que as mulheres da época, ao se casarem, adotavam o sobrenome do marido, apagando assim as informações da família de origem. Por isso, a verdadeira história de Joaquina pode ter se perdido com esse fato.  


Quem foi Tiradentes


Reais mesmo são os fatos narrados sobre a vida de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, um alferes (cargo militar da época colonial) que também exerceu a profissão de dentista.


Curiosamente, é possível considerar que uma delação premiada foi responsável pela morte de Tiradentes. Joaquim Silvério dos Reis deu todos os detalhes da possível revolta que se iniciaria na província. Em troca, ele ganhou perdão da Coroa.


Os participantes da Inconfidência Mineira queriam que o Brasil, em especial a província de Minas Gerais, tivesse um governo independente de Portugal, diminuindo, assim, o alto repasse de dinheiro que eram obrigados a fazer. 


Quando foram presos, todos os inconfidentes foram condenados à morte, mas Dona Maria I, rainha de Portugal, alterou a sentença de todos os revoltosos, excluindo apenas Tiradentes, que acabou enforcado por crime de conspiração.


Após a Proclamação da República, o mártir da Inconfidência Mineira virou herói nacional. Ele foi o único dos revoltosos que assumiu a responsabilidade pela sua participação no movimento.


A novela


Joaquina é interpretada pela atriz Andréia Horta. Na infância, ela verá o pai ser enforcado e a mãe assassinada.


Orfã, a menina é resgatada e vai morar em Portugal. Lá, ela passa a ser chamada de Rosa, para não sofrer represálias por ser filha do líder dos inconfidentes.


Criada como filha de uma família burguesa, ela cresce e torna-se uma destemida, letrada e impetuosa, que seguirá na luta pelos ideais de seu pai.


, Montes Claros
  • Lançamento: 2016-04-11 10:29:42
  • Visto: 518

Comentar

Desculpe, nenhum resultado encontrado.